Sua empresa precisa de segurança da informação?

Você já se perguntou se sua empresa precisa de segurança da informação, ou se isso não faz diferença?

Bom, vírus, ataques de hacker, trojan, malwares e invasões diversas, são mais comuns do que muita gente pensa. No meio corporativo, no entanto, os prejuízos podem ser irreparáveis. Há casos de empresas falidas por falta de cuidados com a segurança da informação.

Sua empresa precisa de segurança da informação? seguranca-da-informacao

De acordo com a Revista Forbes, mais de 30 mil sites são invadidos diariamente por algum tipo de ameaça. Estima-se que o valor das propriedades intelectuais roubadas anualmente seja de mais de 1 trilhão de reais.

Você não leu errado. São R$ 1 trilhão perdidos por ano, como aponta a ABC News em matéria recente. Neste artigo, vamos explicar exatamente por que é tão importante ter uma estratégia de proteção

Que tipo de dados preciso proteger?Sua empresa precisa de segurança da informação? seguranca-da-informacao

Já reparou como tudo o que a sua empresa faz está registrado em alguma máquina? Há dados bancários, de faturamento, informações pessoais e profissionais de seus clientes e muito mais. E, infelizmente, isso tudo está em risco constante.

Então, em caso de ataques, as perdas são irreparáveis. Até porque informação é algo com valor financeiro que muitos não contabilizam. Já parou para pensar quanto vale seu computador?

Durante uma palestra, certo empresário disse uma vez que seu laptop valia milhões. Na verdade, se ele fosse vender apenas a máquina em si, ganharia uns mil reais. Mas os dados e informações contidos lá dentro tinham valor inestimado.

Por exemplo: ao roubar uma senha, por exemplo, o que um hacker pode fazer? Diversas coisas, desde movimentações financeiras até se passar por um representante comercial para estorquir um cliente.

Agora você deve estar começando a entender por que deve implementar uma estratégia de segurança da informação, não é? Mas aí alguns pensam: isso nunca vai acontecer comigo. Será?

Qual o risco de minha empresa ser hackeada?Sua empresa precisa de segurança da informação? seguranca-da-informacao

A Ponemon Research detectou que cerca de 90% das empresas já sofreram algum tipo de ataque cibernético nos últimos 12 meses. E o pior é que 77% dessas tentativas foram bem-sucedidas.

Também não precisa ser uma Microsoft ou Google para ser alvo de algum hacker. Na verdade, segundo a Forbes, as pequenas empresas são as mais afetadas, com mais de 7 milhões de invasões por ano.

É, meu amigo, acho que agora vai ter que admitir que os investimentos na proteção do seu patrimônio são mais que essenciais. Sabe aquele ditado: o seguro morreu de velho? O desconfiado sempre acaba se saindo melhor.

Clientes preferem fazer negócios com quem se preocupa com segurança da informação.

Sua empresa precisa de segurança da informação? seguranca-da-informacao  Essa também é uma questão importante para os clientes. Mais de 70% dos consumidores se dizem preocupados com dados pessoais, como e-mail, arquivos e imagens em posse de uma empresa.

Por isso, esse acaba sendo um fator decisivo na escolha de uma marca. A maioria prefere aquelas que tenham o compromisso de garantir que essas informações sejam confidenciais.

É aí que entra a importância da segurança da informação no cenário empresarial. E existem alguns fatores que auxiliam ainda mais nessa proteção de dados diversos. Vamos apresentar alguns deles.

10 estratégias eficazes de segurança da informação empresarial.Sua empresa precisa de segurança da informação? seguranca-da-informacao

#1 Entenda e estabeleça seu perímetro de segurança:

Você tem conhecimento onde estão suas informações? Sabe se estão no Google, no Drive, no Outlook 365, no Yahoo? E se estiverem no pendrive dos colegas e no notebook da casa deles? Não tem como proteger aquilo que você não sabe onde está. Sua empresa pode estar perdendo dinheiro e conhecimento. Estabeleça o seu perímetro para que seja possível defendê-lo.

#2 Conscientização e treinamento:

Treine os funcionários a desconfiar de e-mails, especialmente aqueles que contenham anexos. Assim, eles devem sempre reportar ao setor ou profissional de TI qualquer caso incomum ou perigoso.

#3 Conhecer seu ambiente é fundamental:

Tente usar uma ferramenta de inventário e distribuição de software e patches de segurança para garantir que seu sistema operacional e aplicativos estejam atualizados com as últimas correções de segurança. Veja que o último ataque WannaCry foi facilitado por falta de atualizações de segurança.

#4 Contar com uma proteção de endpoint  de última geração:

Instale o software de proteção de endpoint com inteligência artificial ou learning machine (antigo antivírus)  nas estações, notebooks e telefones, e em um firewall UTM de borda. Ele vai identificar e bloquear ameaças antes que elas infectem seus sistemas, por exemplo, durante o download de um arquivo da Internet.

#5 Proteção fim a fim:

Saiba que os ladrões querem capturar mais do que apenas uma senha de usuário e arquivos confidenciais. Eles querem acessar seus bancos de dados back-end, sua rede interna, sua DMZ e sua rede de testes, capturar seus dados e cobrar resgate. A imaginação dos cyber criminosos não tem limites. Inclusive uma grande fonte de vazamento de dados nas empresas vem de pessoas internas, de funcionários e através de engenharia social.

#6 Uso de um Firewall UTM:

Tente aplicar a segurança de suas redes com firewalls UTM de última geração. Eles controlam diversos processos de segurança e podem aumentar em muito a proteção de uma empresa pequena e média com uma excelente relação custo-beneficio. Não se esqueça: uma boa ferramenta precisa ser bem instalada e administrada por um time especialista capacitado em segurança da informação.

#7 Controle o uso de dispositivos no seu ambiente:

Coloque em prática uma estratégia de controle de dispositivos para identificar e controlar o uso de dispositivos de armazenamento removíveis. Isso não apenas evita ataques, mas previne a perda de dados e também impede a identificação pessoal e roubo de propriedade intelectual.

#8 Classifique suas informações:

Crie uma política de classificação da informação. Assim, todos funcionários ficam cientes de quais dados são sensíveis, quais não podem ser divulgados externamente, além de facilitar alguma ação judicial.

#9 Crie e execute uma política de segurança da informação:

Tenha uma boa política de segurança da informação. Nela, vários processos de SI serão delimitados de forma ampla. Mas lembre-se de que as regras de segurança devem ser alinhadas ao negócio da empresa. Você não quer dificultar o dia-a-dia da empresa não é mesmo?

#10 Crie e execute uma política de backup:

Não se esqueça de uma boa política de backup, afinal perda de dados causa muito prejuízo para empresa. Tenha em mente que o fato de seu e-mail ou servidor estarem na nuvem ou de os dados estarem sincronizados no Dropbox não significa que você tem um backup. Aliás, espalhar dados pela Internet é mais uma falha de segurança.

Quer saber mais?

É isso aí. Gostou do nosso artigo? Compartilhe com seus colegas de trabalho, chefes e profissionais de TI. É sempre importante saber como aplicar a segurança da informação o que fazer para prevenir ameaças.