Segurança da informação o que sua empresa deve saber

Você já ouviu falar em segurança da informação?

Provavelmente, sim. Mas talvez não saiba como esse recurso pode proteger seu computador e da sua empresa. E é justamente sobre isso que vamos falar neste artigo.

De uma forma simples, trata-se de um conjunto de estratégias para gerenciar processos que ameacem dados digitais ou não. Por isso, ferramentas e políticas são necessárias como forma de prevenção, detecção e proteção dessas informações.

Como a segurança da informação pode ajudar seu negócio?

Muitas empresas de grande porte mantêm um grupo dedicado apenas a implementar e manter um programa próprio de segurança da informação. Mas até os micronegócios podem aderir a esse recurso sem gastar muito.

E, na verdade, o que se paga para proteger um patrimônio não é nem considerado gasto. É um investimento. Seria como contratar um seguro para seu carro. Você pode achar que aquilo é inútil até você precisar dele, não é verdade?

Já pensou que o que sua empresa tem de mais valioso são suas informações? Por isso, todo cuidado é pouco. Aplicando um processo de gestão de riscos, você consegue avaliar as vulnerabilidades e ameaças aos ativos de informação.

A partir daí, é possível decidir qual a proteção mais adequada para o seu caso. Isso vai ajudar a manter a credibilidade e ganhar a confiança dos clientes. Ou seja: os benefícios são enormes.

Objetivos da segurança da informação:

Existem três princípios fundamentais para proteção de dados tanto pessoais quanto comerciais. É o CIA, sigla em inglês para confidencialidade, integridade e disponibilidade de sistemas de TI e dados comerciais.

E vamos ver de perto como funcionam cada um deles:

  • Confidencialidade: voltada à proteção de informações para evitar que sejam divulgadas a pessoas não autorizadas.

Exemplos: quando você faz uma compra em um site, seus dados pessoais só devem ser utilizados ​​exclusivamente pela equipe designada para isso. Ninguém é autorizado a usar seus dados para outros fins, ou apenas por “curiosidade”.

Em negócios, isso quer dizer que dados de clientes ou volume de vendas devem estar disponíveis apenas aos cargos de chefia e para uma equipe específica. O acesso fica vetado a outros departamentos.

  • Integridade: significa que os dados não devem ser alterados indevidadmente. Em sites e empresas, dados pessoais ou de seus clientes serão protegidos contra mudanças sem aviso prévio.
  • Disponibilidade: as informações devem estar sempre disponíveis quando solicitadas. Isso significa que, por exemplo, um CEO poderá acessar dados sobre faturamento sempre que necessário.

Práticas para melhorar a segurança de TI:

Quando o assunto é segurança da informação, é preciso seguir uma série de procedimentos. Algumas dessas práticas são específicas para certas indústrias ou áreas, mas há outras que se aplicam a todas as empresas.

E é justamente dessas que vamos falar aqui. Pegue papel e lápis e anote cada uma delas para poder colocar em funcionamento no seu negócio.

#1 Saiba o limite dessa proteção:

Os computadores de um escritório estariam completamente protegidos se todos os modems fossem desligados e as pessoas fossem expulsas da sala. Mas eles não seriam úteis para ninguém, não é mesmo?

Por isso que um dos maiores desafios em segurança de TI é encontrar um equilíbrio entre a disponibilidade de recursos e sua confidencialidade e integridade.

Ou seja: em vez de tentar se proteger contra todos os tipos de ameaças, e preciso se concentrar naquelas essenciais. Depois, a equipe pode se preocupar em encontrar maneiras ​de proteger o resto sem torná-lo inútil.

#2 Divida os usuários e recursos:

Para que um sistema de segurança da informação funcione, deve-se saber quem tem permissão para ter acesso a certos dados. Alguém em contabilidade, por exemplo, não precisa ver todos os nomes em um banco de dados de clientes. Mas ele talvez precise saber os números das vendas.

Isso significa que um administrador do sistema precisa atribuir o acesso pelo tipo de trabalho de uma pessoa. E pode ser preciso um aprimoramento desses limites de acordo com as divisões dos setores.

#3 Atribua o mínimo de privilégios possível

Um funcionário deve receber ter acesso apenas aos recursos necessários para cumprir suas funções. Se suas responsabilidades forem alteradas, essa pessoa poderá ter outros privilégios, mas nada além do que estiver dentre suas obrigações.

Essa estratégia ajudará a reduzir as chances, por exemplo, de que o cara do design saia com todos os dados do marketing, por exemplo. É também uma questão de segurança da informação.

#4 Diversifique os recursos de defesa

Usar apenas algum tipo de segurança da informação só funciona bem até que alguém consegue furar o bloqueio. Quando há várias defesas independentes, um invasor terá que quebrar a cabeça para conseguir alguma coisa.

#5 Tenha um plano B

Antecipar as falhas ajudará a minimizar suas possíveis consequências. Para isso, existem sistemas de backup, que permitem ao profissional de TI monitorar constantemente medidas de segurança e reagir rapidamente a uma ameaça.

Se a violação não for grave, a empresa pode continuar operando em backup enquanto o problema é resolvido. Lembre-se: a segurança de TI funciona tanto para limitar os danos quanto para preveni-los.

Às vezes, as causas das violações não ficam evidentes. Então, é importante ter dados para rastrear suas origens. Essas informações eventualmente ajudarão a melhorar o sistema e evitar futuros ataques – mesmo que não seja algo perceptível inicialmente.

#6 Faça testes frequentes

Os hackers estão constantemente se aprimorando, o que significa que a segurança da informação deve evoluir também. E uma forma de conseguir isso é com as avaliações de risco.

Assim, é possível retomar um plano de recuperação de desastres, verificar como será feita a continuidade do negócio em caso de ataque. Depois, repita toda a operação e pronto.

Por fim

Ainda tem dúvidas sobre segurança da informação? Entre em contato conosco que teremos o prazer de explicar as diversas opções para sua empresa. Quando o assunto é proteger seus dados, temos as melhores soluções.

 

Segurança da informação o que sua empresa deve saber
  • Por favor avalie nosso post
5