O que a Hiperconvergência pode fazer pela sua empresa?

O que é hiperconvergência?

A hiperconvergência ou simplesmente HCI – “Hyper-converged Infrastructure”, consiste em uma estrutura no qual se combina servidores, armazenamento e rede, agrupando-os em um único sistema. Com isso, se torna possível o gerenciamento por meio de um único aplicativo. Através do software, as operações são desmembradas, ficando na camada do Hypervisor ou acima, na máquina virtual.

Nesse ambiente, temos a capacidade de virtualizar todos os elementos de um Data Center tradicional.

Como funciona a hiperconvergência?

A hiperconvergência une a tecnologia de SDS (Software Defined Storage), que nada mais é que um software que transforma os servidores x86 ou x64, em storage, utilizando o software Hypervisor, no qual é responsável por virtualizar todas as funções de rede e computação, resultando em uma “caixa” que poderá ser utilizada para a virtualização dos recursos computacionais, redes, e o armazenamento em si, substituindo o storage, com o objetivo de se reduzir a complexidade.

Quais são as vantagens da hiperconvergência?

Com a utilização da hiperconvergência, teremos uma melhora no desempenho, permitindo que as organizações possam implementar vários tipos de hardware e cargas de trabalho em um único pool, sendo esses recursos compartilhados, não tendo seu desempenho afetado em uso simultâneo, podendo utilizar dispositivos de armazenamento de estado sólido de vários fabricantes ou modelos específicos, facilitando em caso de uma futura compra.

Outro fator importante é a automatização. Com sua simplicidade de gestão, a hiperconvergência, não necessita mais que os profissionais de T.I precisem se preocupar na criação de estruturas, deixando essa tarefa para o próprio ambiente, lidando com todas as atribuições de processamento e capacidade, podendo se integrar com uma nuvem pública, caso haja necessidade.

Com todos esses benefícios, temos um modelo de estrutura mais econômico, eliminando grandes investimentos em equipamentos, permitindo escalonar o Data Center em etapas, ou de acordo com a necessidade do negócio.

Qual é o cenário atual nas empresas?

Alguns fatores levam a um cenário no qual a hiperconvergência é relevante.

Com o atual crescimento no fluxo de informações, as empresas necessitam cada vez mais de um poder computacional para efetuar as mais diversas tarefas, necessitando armazenar mais informações e dados, oriundos de fontes internas e externas, sendo que essa capacidade deverá ser flexível e de fácil alteração.

Devido a necessidade de maior poder computacional, as empresas adquirem mais equipamentos para sua infraestrutura. Pensando em uma redução de custos, as empresas necessitam de um menor número de pessoas para se fazer parte da gerência dos equipamentos. Vendo esse cenário, a obrigação de se realizar esse crescimento sem gastar acima do teto orçamentário, procurando soluções mais econômicas e de fácil gerência, fornecendo uma infraestrutura de criação ágil e atendendo aos princípios citados anteriormente.

Com toda essa transformação digital, é necessária uma certa flexibilidade, focando em grandes capacidades de armazenamento.  Com a redução de espaços para a infraestrutura, diminuindo o número de equipamentos, aumentando o número de dados para serem gerenciados em uma maior velocidade e utilizando de tecnologias como Edge Computing ou Inteligência Artificial.

Quais são as diferenças entre estruturas convergentes e hiperconvergentes?

A infraestrutura hiperconvergente é vista de uma maneira natural como uma evolução da tecnologia convergente. Uma estrutura convergente, reúne os principais elementos de uma infraestrutura como storage, servidores, rede e software de gerenciamento. A infraestrutura hiperconvergente, integra os itens citados na estrutura convergente, porém se diferencia pelo dispositivo ou rack dimensionável, com um gerenciamento simplificado e melhor desempenho, possuindo uma escabilidade elástica.

A estrutura convergente propõe a integração dos recursos computacionais, diferentemente da hiperconvergência, é requisito que as camadas sejam trabalhadas separadamente. Em um sistema hiperconvergente, a escabilidade poderá ser realizada sem limites, enquanto que na convergência, existe um limite para o crescimento.

Quais são as diferentes visões sobre a hiperconvergência?

Alguns líderes e especialistas concordam que a solução convergente já seria o suficiente para as empresas, criticando a expansão linear, ou seja, o crescimento só irá ocorrer em um conjunto dos recursos alocados, e não somente em um recurso em separado.

Caso seja necessário o aumento da solução de armazenamento, por exemplo, a gerência de T.I precisará adquirir um novo pacote com processamento, virtualização e rede, sendo uma desvantagem para quem procura uma eficiência ao máximo. É apontado como uma desvantagem, a dependência de um fornecedor, mantendo toda a infraestrutura centralizada, definidos por software de algum provedor.

Com o surgimento de soluções hiperconvergentes, se torna uma evolução da infraestrutura convergente, otimizando ainda mais a economia de futuros custos com equipamentos. Com todos esses aspectos citados, é possível garantir um grande desempenho, eliminar gargalos de comunicação e evitar a utilização de grandes espaços para os equipamentos.

Porém, antes de implementar a hiperconvergência, é de grande importância planejar e efetuar o levantamento das reais necessidades, deixando o processo de uma maneira confiável, compensando o investimento em bons resultados.

Gostou deste artigo? Aprofunde seus conhecimentos baixando nossos Materiais Ricos e não deixe de compartilhar em suas redes sociais.