A importância do backup para seu negócio

A importância do backup para seu negócio

Não importa o tamanho do seu negócio, backups regulares são essenciais para proteger os dados de sua empresa. O backup ajuda a garantir que, independentemente de sua estratégia de segurança atual, você tenha dados seguros e limpos para manter sua empresa funcionando em caso de perda de dados, um ataque de hacker ou até mesmo um desastre natural.

Riscos de não fazer backup

Não realizar backup das informações pode custar muito dinheiro. O backup pode ser considerado uma apólice de seguro para sua empresa. Com tantos negócios modernos suportados por redes de computadores, a perda de seus dados de rede pode ter um efeito financeiro paralisante em seus negócios.

Uma grande pesquisa com líderes de TI de mais de 24 países relatada pela Security Week descobriu que os incidentes que levaram à perda de dados aumentaram 400 por cento nos últimos dois anos, para uma perda combinada de US $ 1,7 trilhão devido ao tempo de inatividade da rede e perda de dados.

Você acha que sua empresa pode resistir à perda de dados sem efeitos de longo prazo?

  • Houve 4.000 ataques diários de ransomware desde o início de 2016;
  • As vítimas de ransomware pagaram mais de US $ 30 milhões para recuperar o acesso a seus dados somente em 2018;
  • Mais de 70% dos ataques de ransomware visam pequenas empresas;
  • As SMBs são o principal alvo do ransomware, mas apenas 24% testam backups regularmente;
  • Quando confrontados com um cenário em que os backups falharam e semanas de trabalho podem ser perdidas, 42% dos profissionais de TI pagariam o resgate e esperariam pelo melhor;
  • Os profissionais de TI classificam o backup como a proteção mais eficaz contra perdas de

Política de backup

Uma política de backup estabelece a importância dos dados e backups do sistema definem as regras básicas para planejar, executar e validar backups e incluem atividades específicas para garantir que os dados críticos sejam copiados para mídia de armazenamento segura localizada em um ambiente seguro. Isso garante que as informações de aplicativos de negócios, como Oracle, Microsoft SQL, bancos de dados de servidor de e-mail e arquivos do usuário, sejam copiadas para o disco e/ou fita para garantir a capacidade de recuperação dos dados em caso de exclusão acidental de dados, informações corrompidas ou interrupção do sistema. O esquema de proteção padrão da política garante a capacidade de recuperação de servidores, componentes de rede e outros dispositivos de infraestrutura, bem como aplicativos críticos, bancos de dados e arquivos importantes.

Em geral, um processo de linha de base de política de backup especifica a captura de um backup completo inicial de dados em disco e/ou fita, seguido por uma série de backups diários incrementais ou diferenciais intermediários.

Independentemente do método usado, no mínimo duas cópias de backup devem ser mantidas: uma para permitir a recuperação no local e uma segunda cópia para armazenamento em uma instalação externa segura. Dessa forma, se o data center for destruído por uma inundação, incêndio ou algum outro desastre, as cópias externas tornam-se os recursos de recuperação para retornar aos negócios normalmente.

A periodicidade ideal para o backup

Conforme observado anteriormente, o ponto de partida em uma política específica a criação de um backup completo e/ou imagens de todos os sistemas baseados em softwares relevantes. Um backup completo de dados (backup full) consiste em fazer uma cópia completa de todos os dados de um determinado host ou conjunto de hosts. Se ocorrer um evento de perda de dados, quanto mais recente for o backup completo, mais fácil será recuperar as informações. Por esse motivo, alguns departamentos de TI podem executar backups noturnos completos. Em alguns ambientes maiores, entretanto, os backups completos podem levar mais de 24 horas para serem concluídos e consumirão muitos recursos de fita – se a fita for usada. Na prática, os data centers geralmente executam backups completos em um fim de semana e, em seguida, backups incrementais ou diferenciais semanais para reduzir a janela de backup noturno e economizar em mídia de fita. Obviamente, os protocolos de backup de alta velocidade e as tecnologias de armazenamento de alta capacidade de hoje podem facilmente reduzir a janela necessária para backups completos.

Os backups incrementais apenas fazem backup dos dados que foram alterados desde a última tarefa de backup. Por exemplo: um backup incremental de segunda-feira após um backup completo de domingo fará backup apenas dos dados que foram alterados desde que o backup completo de domingo tenha sido concluído. Da mesma forma, o backup incremental de terça-feira fará backup apenas dos dados que foram alterados desde a conclusão do incremental de segunda-feira. Se em um sistema completo, a recuperação de dados baseada em fita tivesse que ser executada na quinta-feira, seria necessário carregar a (s) fita (s) de backup completo do domingo, junto com todos os backups incrementais de segunda a quarta-feira, para obter a versão mais recente das informações.

Uma boa prática é usar fitas separadas e exclusivas para cada trabalho de backup incremental noturno. Isso garante alguma medida de redundância local se um cartucho de mídia de fita estiver com defeito ou quebrado no transporte.

Os backups diferenciais, por outro lado, fazem backup de todos os dados que foram alterados desde o último backup completo. Por exemplo, o backup diferencial de quarta-feira à noite faria o backup de todos os dados alterados na segunda, terça e quarta-feira. No mesmo cenário de recuperação acima, a (s) fita (s) de backup completo de domingo, junto com o (s) conjunto (s) de fita (s) de backup diferencial de quarta-feira, são tudo o que seria necessário para iniciar a recuperação dos dados.

Nota: As referências ao backup em fita também se aplicam a mídias que não sejam de fita, como disco de alta velocidade, tecnologia RAID, NAS ou discos de estado sólido.

Quais são os tipos de backup em nuvem?

Cada vez mais organizações estão escolhendo plataformas baseadas em nuvem ao invés de construir um site de DR (recuperação de desastres) físico, devido à economia, flexibilidade e escalabilidade sob demanda que essas soluções oferecem. O backup em nuvem, se organizado e executado adequadamente, pode se tornar um componente valioso do seu processo de DR.

O advento da computação em nuvem mudou completamente o setor de proteção de dados. O backup em nuvem é um método popular de armazenamento de dados externo que visa principalmente proteger as informações. Com o tempo, o backup em nuvem provou ser uma alternativa altamente eficiente às estratégias tradicionais de backup. Para explicar o que a estratégia de backup em nuvem envolve e o que levou ao seu sucesso, primeiro é necessário desenvolver uma compreensão de seus princípios básicos.

O que é Cloud Storage?

O armazenamento em nuvem é um modelo de armazenamento de dados no qual os dados podem ser acessados, gerenciados e armazenados em um servidor remoto em nuvem via Internet. O armazenamento em nuvem é mantido e apoiado por um provedor de armazenamento em nuvem responsável por manter os dados do usuário disponíveis e acessíveis a qualquer momento.

Geralmente, os sistemas de armazenamento em nuvem compartilham as seguintes características:

  1. O provedor de armazenamento em nuvem é totalmente responsável pelo suporte de back-end e manutenção do aplicativo.
  2. Ambientes de nuvem funcionam em uma base de autoatendimento, o que significa que o usuário pode obter acesso direto a recursos baseados em nuvem e desfrutar dos serviços integrados sem envolver o provedor de serviços.
  3. Os ambientes de nuvem são elásticos. Assim, eles podem ser aumentados ou reduzidos, dependendo das necessidades do cliente.
  4. Os recursos baseados em nuvem podem ser acessados ​​pela Internet a qualquer momento.
  5. Um ambiente de nuvem pode ser compartilhado por vários usuários com a ajuda de um modelo multilocatário.
  6. O provedor de armazenamento em nuvem monitora e calcula o uso de recursos de cada usuário, o que significa que você paga apenas pelo que usar em um determinado período de tempo.

Tipos de Cloud Storage

Os seguintes tipos de armazenamento em nuvem podem ser diferenciados.

  • O armazenamento em nuvem pública é essencialmente um ambiente de armazenamento multilocatário usado principalmente para armazenar dados não estruturados e menos confidenciais. O armazenamento em nuvem pública funciona como um data center global onde os recursos de computação podem ser armazenados e acessados ​​pelo público em geral pela Internet. Os principais fornecedores de armazenamento em nuvem pública incluem Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure, plataforma Google Cloud, etc.
  • O armazenamento em nuvem privada é um ambiente de nuvem usado por uma organização exclusivamente e geralmente gerenciado por meio de recursos internos ou por um fornecedor terceirizado. As nuvens privadas são projetadas para organizações que exigem total controle de dados, personalização e segurança de alto nível. Os principais fornecedores de armazenamento em nuvem privada são VMware, Dell EMC, Hewlett Packard Enterprise (HPE), OpenStack,
  • O armazenamento em nuvem híbrida representa uma combinação de armazenamento em nuvem pública e privada para formar um sistema abrangente. Nesse caso, os dados críticos são armazenados na nuvem privada, enquanto os dados menos confidenciais são transferidos para o armazenamento em nuvem pública. Para atingir a eficiência máxima em um ambiente virtual, são usados ​​os serviços de provedores de nuvem pública e privada.

O que é Cloud Backup?

O Cloud Backup (também conhecido como backup online) é um tipo de backup de dados por meio da qual uma cópia dos dados é enviada por uma rede pública ou proprietária segura para um servidor baseado em nuvem. Os serviços de computação em nuvem geralmente são fornecidos por um fornecedor terceirizado que define a taxa de serviço com base na escalabilidade, largura de banda ou número de usuários. O backup de dados em nuvem pode ser configurado para ser executado sob demanda, garantindo assim uma perda mínima de dados. Os dados ficam então disponíveis em vários pontos de acesso e podem ser compartilhados entre vários usuários da nuvem.

Como funciona o Cloud Backup?

Basicamente, o processo de backup envolve a cópia de dados no site de produção e a transferência para um sistema de armazenamento remoto, onde podem ser facilmente acessados ​​para fins de DR. Muitas organizações escolhem soluções de backup em nuvem para essa finalidade devido à sua alta flexibilidade, fácil implantação e escalabilidade sob demanda.

Para configurar um processo de Cloud Backup, execute as seguintes etapas:

  1. Compre seu serviço de backup em nuvem.
  2. Instale o software em seu sistema de TI.
  3. Escolha quais arquivos, pastas e aplicativos vão fazer
  4. Assim que a configuração for concluída, seu sistema de backup em nuvem estará pronto para uso. A maioria dos provedores de backup em nuvem permite que você defina uma programação de backup, opere com arquivos de backup, controle a largura de banda alocada e adicione novos arquivos, se necessário. Depois de personalizar seu serviço de backup em nuvem, você não precisa mais se preocupar com o processo de Todos os dados terão backup automático e contínuo, exigindo um mínimo de entrada de sua parte.

Cloud Storage vs. Cloud Backup

Os conceitos de Cloud Storage e Cloud Backup são frequentemente confundidos, com os termos sendo (erroneamente) usados ​​de forma intercambiável. Para determinar quais serviços você precisa, você deve entender o que diferencia um do outro.

O Cloud Storage é normalmente criado além do armazenamento físico primário e é usado principalmente para fazer backup de dados confidenciais. Portanto, você deve determinar quais dados são os mais críticos e, em seguida, transferir as cópias desses dados para um ambiente baseado em nuvem para armazenamento. Se você acidentalmente excluir um arquivo do site de produção, sua cópia ainda estará presente no seu armazenamento na nuvem, uma vez que o arquivo na nuvem existe separadamente do sistema principal e não é afetado pelas alterações no site de produção.

O Cloud Backup é o processo de fazer backup de dados específicos e armazená-los em um sistema de armazenamento em nuvem (geralmente pertencente/mantido por um provedor de backup online). Com o backup na nuvem, você pode sincronizar os dados no local de produção e na nuvem, o que significa que quaisquer alterações nos dados originais serão refletidas em sua versão na nuvem. O backup em nuvem também é usado para armazenar cópias completas dos dados que você protege. O serviço de backup em nuvem verifica constantemente sua infraestrutura virtual para encontrar quaisquer alterações e atualiza o ambiente de nuvem de acordo.

O serviço de Cloud backup é usado principalmente para garantir a recuperação de dados no caso de um evento de DR. Um sistema de armazenamento em nuvem serve como um site remoto para armazenar dados que podem ser compartilhados por muitos usuários e acessados ​​pela Internet a qualquer momento. Os sistemas de armazenamento em nuvem podem ser usados ​​para armazenar backups em nuvem.

Vantagens e desvantagens do Cloud Backup

Recentemente, houve um aumento significativo no uso de serviços de backup em nuvem, principalmente devido aos benefícios que ele oferece. A lista a seguir, descreve algumas das vantagens de instalar uma solução de backup baseada em nuvem em seu ambiente virtual:

  1. Custo-benefício. O mercado de serviços de Cloud Backup é enorme. Assim, você não deve ter problemas para encontrar uma solução adequada ao seu ambiente por um preço razoável, com base nas necessidades do seu negócio e no volume de dados de
  2. Manter os dados fora do local oferece um nível avançado de segurança e proteção de dados. Se ocorrer um desastre, seu site principal pode ser danificado ou mesmo destruído sem qualquer chance de recuperação, levando consigo dados essenciais aos negócios. O armazenamento de cópias desses dados na nuvem pode servir como garantia de segurança dos dados em caso de desastre.
  3. Acesso sob demanda. O armazenamento em nuvem pode ser acessado de qualquer região geográfica a qualquer momento, desde que você tenha conexão com a internet. Portanto, se houver um problema, você pode resolvê-lo por meio de seu laptop ou smartphone (economizando uma viagem de volta ao escritório).
  4. O processo de backup é totalmente automático. Você só precisa configurar quais arquivos devem ser copiados e com que frequência os trabalhos de backup devem ser executados. Depois disso, os arquivos do computador são copiados para a nuvem de forma automática e contínua, de acordo com sua programação definida.
  5. A nuvem pode ser facilmente ampliada ou reduzida dependendo do volume de dados. Se sua organização se expandir, sua infraestrutura virtual pode ser atualizada adicionando armazenamento, memória ou poder de processamento (aumento de escala). Em ambientes tradicionais, isso pode exigir despesas consideráveis. Com o tempo, esses serviços de computação podem não ser mais necessários. Com um sistema baseado em nuvem, o cliente pode pedir ao provedor de serviços para reduzir a quantidade de espaço em disco, memória ou processadores alocados para eles (redução de escala). Assim, custos desnecessários podem ser cortados.
  6. Uso amigável ao cliente. O armazenamento em nuvem de terceiros é gerenciado e mantido por um provedor de serviços, o que alivia as organizações e permite que elas se concentrem no que fazem de melhor – seus serviços e operações de negócios.

Apesar dessas vantagens, as seguintes desvantagens estão associadas aos serviços de Cloud Backup:

  1. Como os dados críticos são armazenados em uma nuvem com suporte de terceiros, você deve ter certeza absoluta de que o provedor de serviços escolhido é confiável. Provedores de nuvem não confiáveis ​​apresentam o risco de corrupção de dados. Se você não conseguir encontrar um provedor de serviços em nuvem de boa reputação, pode ser mais aconselhável construir um local remoto de DR com infraestrutura física.
  2. Largura de banda e latência. A transferência de dados é altamente dependente da conectividade da rede e da distância entre os Para garantir que seus dados sejam transferidos sem problemas e rapidamente do local de produção para o armazenamento de backup em nuvem, você precisa de largura de banda suficiente para habilitar a funcionalidade de rede avançada.
  3. Riscos de segurança. Os arquivos na nuvem podem ser acessados ​​e compartilhados por vários usuários, o que aumenta o risco de acesso não autorizado aos seus dados. Além disso, os dados podem ser hackeados ou roubados. Certifique-se de que o serviço de backup em nuvem que você usa pode codificar seus dados com tecnologia de criptografia robusta.